geração distribuída de energia
Novidades do setor energético

Energia Solar Fotovoltaica Lidera a Geração Distribuída

3/4/2022

Você que acompanha o nosso blog e já está por dentro do que é a Geração Distribuída de energia elétrica, sabe como isso funciona e como fazer parte da revolução energética, utilizando energia solar em sua casa, comércio ou indústria, economizando até 95% na conta de luz, produzindo energia limpa, renovável e amiga do meio-ambiente.

No conteúdo de hoje vamos nos aprofundar mais no assunto, trazendo as últimas notícias do setor, junto com os números atualizados da GD e da Energia Solar Fotovoltaica no Brasil.

Acompanhe a seguir:

  • O que é Geração Distribuída?
  • Distribuição da Energia Renovável e GD no Brasil
  • Distribuição de Energia Fotovoltaica na GD
  • Os benefícios da Geração Distribuída e seu impacto no fornecimento de energias renováveis
  • O que o Futuro Reserva para a Indústria Solar e as vantagens para o Brasil

O que é Geração Distribuída?

O termo "geração distribuída" pode ser usado para se referir a qualquer tipo de recurso de energia distribuída, mas geralmente se refere especificamente à produção de energia em pequena escala perto de onde a eletricidade é necessária. As tecnologias de geração distribuída incluem energia solar fotovoltaica, microturbinas, calor e energia combinados, células de combustível e turbinas eólicas.

Essas tecnologias podem ser implantadas em áreas locais para uso em paralelo com o fornecimento existente ou em áreas remotas não conectadas a uma rede de distribuição.

Distribuição da Energia Renovável e GD no Brasil

A indústria de energias renováveis é consideravelmente nova e está em crescimento constante, sendo a energia solar o tipo mais popular de energia renovável dos dias de hoje. O setor solar cresceu mais de 20% nos últimos anos, e espera-se que continue a crescer exponencialmente com o passar do tempo.

O Brasil é o segundo maior produtor de energia do mundo, com matriz energética de cerca de 182.393 MW, dados da ANEEL/ABSOLAR/2022. O país foi pioneiro no desenvolvimento de fontes de energia renováveis e conseguiu dessa forma reduzir sua dependência de combustíveis fósseis.

No final do mês de março nós atingimos mais um marco em termos de instalações na Geração Distribuída, atingindo 10 GW em geração total de energia, segundo a ABGD. O segmento de GD é predominantemente dominado por instalações fotovoltaicas, com mais de 97% da capacidade total. As outras fontes de energia utilizadas neste segmento incluem energia térmica (1,2%), hidrelétrica (0,87%) e eólica (0,18%), solar térmico (0,01%) separados em classes de consumo, como residencial (43,6%), comercial (33,2%), rural (13,9%) e industrial (7,9%), com mais de 1.167.000 ligações totais no momento.

No segmento residencial, gás e petróleo são usados juntos como combustível com uma participação de 37% e 64%, respectivamente. É previsto que até o final de 2022 o setor atinja a marca de 15 GW com a ajuda das novas regulamentações e projetos serão criados para incentivar os investimentos.

A Lei 14.300/2022 garante que as regras de compensação de crédito de energia serão mantidas até 2045 para sistemas de GD que solicitaram acesso até 6 de janeiro de 2023, mas é importante ressaltar que mesmo após esse período o investimento ainda continuará extremamente atrativo para o público, considerando o frequente aumento das tarifas de energia e a crise hídrica.

Distribuição de Energia FV na Geração Distribuída

Até o início de março, o total de potência instalada em painéis solares na geração dis­tribuída era de 9288,2 MW possuindo mais de 859951 sistemas operando, sendo eles distribuídos em 77,1% (4.144,5 MW) residenciais, 12.9% (3.048 MW)comércio e serviços, 7,7% (1271,7 MW) rural, 2% (707,2 MW) industrial e 0,64% (116MW) setores públicos provando em números o crescimento acelerado da GD Fotovoltaica no país. Esse grupo é formado por sistemas de microgeração (até 75kW) e minigeração (acima de 75 kW até 5MW, sendo 99,9% delas provenientes da fonte Solar Fotovoltaica.

O Ranking da GD por estado é liderado por Minas Gerais, com 1593,5 MW de potência Solar instalada (17,2%), seguido por São Paulo na segunda posição com 1210.9 MW (13%) e Rio Grande do Sul em terceiro lugar representando 1099,6 MW (11, 8%) do forne­cimento total. No ranking das cidades encontramos Cuiabá com 110 MW de potência instalada (1,29%) em primeiro lugar, Teresina em segundo representando 97,1 MW (1%) e Brasília na terceira posição com 96,9 MW (1%).

Os benefícios da Geração Distribuída e seu impacto no fornecimento de energias renováveis

A geração distribuída é uma alternativa ao modelo centralizado tradicional, onde grandes usinas geram eletricidade para distribuição por linhas de transmissão aos usuários finais. Além disso, também oferece benefícios ambientais devido à sua dependência de fontes de energia renováveis.

Há muitos benefícios ambientais para o uso de energias renováveis como, por exemplo, a queima de combustíveis fósseis cria CO2, o que aumenta o aquecimento global e as mudanças climáticas. A energia renovável não emite esses gases nocivos causadores do efeito estufa porque vem de uma fonte natural, como solar fotovoltaica ou eólica. Esse tipo de energia também economiza água, pois consome menos do que as fontes tradicionais de eletricidade.

Os sistemas de geração distribuída podem ser mais eficientes e oferecer custos mais baixos do que grandes centrais elétricas centralizadas, fornecendo eletricidade mais confiável porque não depende de viajar longas redes de transmissão para entrega.

O que o Futuro Reserva para a Indústria Solar e as vantagens para o Brasil

A indústria solar é uma das indústrias que mais cresce no mundo. Com a ajuda da geração distribuída, o Brasil caminha para se tornar líder em energia solar, assim como outros grandes países. A transição de combustíveis fósseis para energia renovável será uma parte importante da redução das emissões de carbono e das mudanças climáticas, tornando o setor solar ainda mais promissor.

Juntamente com a utilização dos painéis solares fotovoltaicos  para gerar eletricidade, colhemos muitos outros vantagens para nossas vidas e para o país, incluindo:

  1. Mais de 14 GW operacionais;
  2. Mais de 74, 6 bilhões e novos investimentos privados;
  3. Mais de 420 mil novos empregos Mais de $21 bilhões em arrecada­ção de tributos;
  4. Mais de 19,6 milhões de toneladas de CO2 evitadas.

As fontes de energia renovável como a fotovoltaica, estão se tornando mais confiáveis e acessíveis. Isso significa que em breve substituirão a maior parte da geração de eletricidade em muitos países. Isso terá impactos muito grandes nos sistemas econômicos e também pode fazer toda a diferença no seu bolso.

O setor de energia está passando por uma grande revolução e a energia solar fotovoltaica está mudando a forma como a energia é distribuída e gerada.

Você precisa estar pronto para essa mudança e nós podemos te ajudar com cada detalhe para iniciar seu investimento em energia solar!

Faça uma simulação e entre em contato conosco para fazer parte disso e se preparar para o futuro de forma sustentável.

Redação: Amanda Paiva